AÇÕES DO CRIANÇA FELIZ DURANTE A PANDEMIA - FESTA JUNINA  
  28/06/2021 7:35  
     
 

As ações do programa Criança Feliz, vinculado a Superintendência Municipal de Assistência Social, continuam a acontecer mesmo durante a pandemia. Originalmente, as equipes de trabalho do projeto fazem visitas às famílias vulneráveis para prestar o atendimento socioassistencial. O foco do Criança Feliz é o atendimento a gestantes e crianças de até três anos inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e crianças de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Desde que foi declarado período de emergência em saúde no Brasil, as visitadoras adaptaram as atividades a nova realidade. Assim, planejam, desenvolvem e entregam as atividades para que os pais ou responsáveis apliquem com as crianças. Após o fim do exercício, eles contam como foi e tiram dúvidas. 


Em alguns casos muitas atividades passaram a ser realizadas de forma remota. Há alguns casos, contudo, de famílias que não têm a habilidade para realizar as atividades. Nessa situação, as visitadoras vão até as residências desenvolver o mesmo trabalho. As visitadoras usam todo o equipamento de proteção, como mascara, luvas e álcool em gel.

Como proposta para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e para estimular o desenvolvimento infantil, as visitadoras, através da valorização da cultura local, elaboraram atividades ressaltando os aspectos  das Festas Juninas.

No atual cenário pandêmico, pode ser um evento para animar as crianças e as famílias, que têm passado muito tempo em casa e com poucas opções de entretenimento diferente. É uma forma de matar a saudade de atividades que eram comuns e estão fazendo falta. Essa data é muito importante para estimular o engajamento das crianças, promover atividades dinâmicas para sair da rotina e promover a participação da família. Esse é um momento para que o PCF possa se inovar e mostrar que não há barreiras para a aprendizagem e para a interação entre criança e família no contexto social.


AUTORA: Paula Mariane de Oliveira, Coordenadora do Programa Criança Feliz do Município de Campos Gerais, formada em Pedagogia pela UFMG, pós Graduada em Educação Especial e Inclusiva pela FAVENI e Pós Graduação EAD em Gestão do Trabalho Pedagógico.

Veja mais fotos
Fotos
  Ver mais Notícias  
 
 Comentários 0